30/12/2016

"Retrospectiva 2016": Os Fatos e Lançamentos Que Marcaram o Ano...

Em 2016... O cenário no Brasil e no mundo foi um dos mais turbulentos de todos os tempos: Seja na política, na economia, na iminência de novas guerras e desgraças, na vida pessoal e profissional de cada um de nós!

Não foi por acaso que escolhi essa capa do "Batman" (Morte em Família) pra apresentar a matéria que faz a retrospectiva dos fatos que marcaram o ano: Pois 2016 foi um ano pesado e massacrante pra muitos leitores (pelos mais diversos motivos)! Vamos rever aqui os principais fatos e lançamentos deste ano que se aproxima do fim!

Confira abaixo (e Feliz 2017 pra Todos):

1) "Batman - Arquivo Histórico": A Panini lança o maior dossiê já publicado sobre "Batman" no Brasil: Um mega-livro com 352 pag, formatão, capa-dura, e R$ 180 (vem numa caixa slipcase)!
2) "Vingadores Primordiais": A 1º edição da EXTENSÃO de MAIS 60 encadernados da Salvat (capa-preta)!
3) "Star Wars - Império Despedaçado": Saga completa (encadernada) com os personagens clássicos"!
4) "Tex Gigante em Cores 9 - O Vale do Terror": Uma das HQs mais bem ilustradas do Tex (arte de Magnus)!
5) "Crise nas Infinitas Terras": A "Ed. Definitiva" (capa-dura) reunindo a saga completa pela 1º vez no Brasil!
6) "The Authority": A série de Warren Ellis & Bryan Hitch é republicada desde o início pela Panini!
7) "ERROS de REVISÃO": Apertem os Cintos, Os Revisores Sumiram! Sim, os erros e desleixo das editoras: Panini, Salvat, e Eaglemoss (principalmente) se proliferaram em edições tipo: "X-Men - A Fênix Negra" (que teve recall) e "X-Men - Magneto Triunfa", entre outras!
8) "Motoqueiro Fantasma": Ganha uma edição da "Coleção Histórica" pelo selo "Marvel Terror" (com sua origem clássica)!
9) "Gavião Arqueiro": A Fase de Matt Fraction é encadernada (em capa-dura)!
10) "Dreadstar": A Mythos lança um encadernadão de luxo com as histórias da revista mensal da maior criação autoral de Jim Starlin!   
11) "Campos de Batalha": A polêmica série de guerra (Battlefields) de Garth Ennis estreia no Brasil (pela Mythos)!
12) "Arquivo X": O retorno da série televisiva resultou num encadernado com HQs clássicas dos anos 90!
13) "Novíssimos Vingadores" Nº1: A revista apresenta a versão feminina do "Thor"! Agora: A "Deusa do Trovão"!
14) "Disney Especial": A revista que marcou toda uma geração de leitores retorna com edições temáticas, tipo: Os Motoristas, Os Bandidos, Os Aviadores, Os Cientistas, Os Vizinhos, etc!
15) "Spirou": A clássica HQ belga estreia pela SESI-SP com vários álbuns e ed. especiais nas livrarias! 
16) "Coleção Histórica Marvel: Super-Vilões Unidos"... Uma seleção de raridades dos anos 70 e 80 tendo os vilões em destaque: "Dr. Destino", "Caveira Vermelha", "Namor", entre outros!
17) "Dr. Estranho - Uma Terra Sem Nome, Um Tempo Sem Fim": Essa sequência de histórias raríssimas (e INÉDITAS no Brasil) de Stan Lee & Steve Ditko é lançada pela Salvat (capa-preta) e também pela Panini (na "CHM dos Defensores")!
18) "Superman" (de John BYRNE): A fase clássica do "super" (Pós-Crise) pela Eaglemoss! Detalhe: Nem nos EUA esse material saiu em capa-dura!
19) "THOR - Contos de Asgard": Uma ed. inusitada da Salvat apenas com histórias curtas (de 4 a 5 pág cada) produzidas por Lee & Kirby contando as origens dos deuses asgardianos e a infância de "Thor"!
20) "Deadpool": O FILME do "Mercenário Tagarela" estrelado por Ryan Reynolds estreia nos cinemas com grande sucesso e censura +18 (humor insano e politicamente incorreto agrada o público)!
21) "Convergência": A mega-saga presta homenagem à diversas épocas e fases da cronologia da DC (os fãs das antigas puderam matar a saudade dos bons tempos, rs)!
22) "Batman - Morte em Família" + "Terra de Ninguém": Uma das edições mais vendidas e procuradas da "Coleção DC" traz a morte do "Robin" pelas mãos do "Coringa"! E o morcego também teve a saga "Terremoto/Terra de Ninguém" vendida por assinatura em encadernados bem encorpados da Eaglemoss!
23) "TEX Platinum": Republica as primeiras histórias do "TEX Anual"! Saíram 5 edições: "O Caçador de Fósseis", "O Ouro dos Confederados", "As 2 Faces da Justiça", "Em Território Selvagem", e "Rio Hondo" (que estará no próximo "Review" do blog)!
24) "Manual do Escoteiro-Mirim": Os clássicos "manuais" da Disney dos anos 70 estão de volta. São fac-símiles dos originais (mantendo a grafia da época) e o sucesso continuou com os demais: "Prof. Pardal", "Mickey", "Tio Patinhas" (que traz a moedinha nº 1 de brinde), "Maga & Min", e "Vovó Donalda"!
25) "Superman - Lendas do Homem de Aço": Nova coleção de clássicos do "Super", começando com a fase completa de García-López (em 2 Vol)! 

26) "Cap. América - Guerra Civil" + "X-Men - Apocalipse" + "Dr. Estranho": A Marvel e a Fox emplacaram mais alguns sucessos no cinema... O "Homem-Aranha" fez participação especial na "Guerra Civil" e causou euforia na mídia! E o "Dr. Estranho" fez os espectadores mergulharem na dimensão psicodélica de Steve Ditko (pra quem viu em 3-D)!
27) "Batman Vs. Superman" + "Esquadrão Suicida": A Warner/DC dividiu a opinião do público e crítica com estas 2 produções. Apesar das reações inflamadas de "torcidas organizadas" nas redes sociais a favor e contra os filmes, o que se percebe é que a DC ainda não acertou o tom no cinema! 
28) "Deadpool Clássico": Essa coleção traz as primeiras histórias do personagem (desde sua 1º aparição na revista dos "Novos Mutantes") e a consagrada fase de Joe Kelly!
29) "As Crônicas de Conan" Vol. 1: A Mythos republica as primeiras aventuras do Cimério produzidas pela Marvel no início dos anos 70 (de Roy Thomas & Barry Smith)! Pros saudosistas de "Heróis da TV" e "Superaventuras Marvel" matarem a vontade, rs! 
30) "Batman - Cavaleiro das Trevas III - A Raça Superior": A mini-série que dá sequência à saga futurista do "Batman" de Frank Miller estreia com grande sucesso e repercussão nacional! Cada edição vem com um mini-gibi e capas variantes!
31) "Juíz Dredd": O juíz mais fodão de Mega-City ganha vários encadernados pela Mythos... "América", "Mutantes em Mega-City 1", "Exílio", "Sobrenatural", e "Assassinos Seriais" (que acabou de ser lançada)!
32) "TEX - Graphic Novel": Mais uma coleção do ranger... O Vol. 1 traz uma HQ do mestre Serpieri (Druuna)! A proposta é que cada ed. traga um artista diferente pra contar uma história do "Tex"!
33) "Tom Strong": O herói sci-fi de Alan Moore é republicado pela Panini (já foram 4 Vol. em tempo recorde - serão 6 ao todo da série principal e mais 2 de "Terrific Tales")!
34) "Monstro do Pântano": O elemental teve este ano a publicação da fase de Rick Veitch (Regênese) e encerrou uma "Lenda Urbana" do mercado nacional: O Vol. 2 de "Raízes" já chegou em algumas bancas!
35) As Coleções de Miniaturas: Se espalham cada vez mais (independente da crise econômica) e além das séries em andamento (Marvel e DC), este ano tivemos: "Turma da Mônica", "Walking Dead", "O Hobbit", "Naves de Star Trek", e muitas outras (haja bolso)!
36) "Guerras Secretas": A nova versão da saga mudou os rumos do Universo Marvel e encerrou a cronologia vigente até então! De quebra, serviu pra Panini republicar 2 vezes a saga original (numa "CHM" e logo em seguida numa ed. de luxo em capa-dura)!
37) "Príncipe Valente - Nos Tempos do Rei Arthur": A Pixel relança a coleção da clássica série de Hal Foster (a partir das pág. dominicais de 1937) em um formato luxuoso e recolorizado! É uma das edições mais bonitas e ostensivas do ano!
38) "O Pato Donald" (de Carl BARKS): Finalmente, a fase mais consagrada e essencial dos patos da Disney é republicada em capa-dura e novas cores (mais próximas do original) e extras! Já saíram 3 Vol. e a previsão é de uns 30 (ainda vai longe, rs)!
39) "Batman - Lendas do Cav. das Trevas": A série temática (por autor) de clássicos do morcego publicou 2 ed. de Gene Colan (A Tumba de Drácula) e mais uma fornada de Jim Aparo (e vem muito MAIS pela frente)!
40) "Replicoide": Fanzine (com distribuição restrita) que teve 6 edições lançadas: "Welcome To Springville", "Frank Cappa", "Mortadello & Salaminho", "Dylan Dog", "Morgan - O Presidiário", e "Hombre" (de Segura & Ortiz)!
41) "CHM - Defensores": A equipe formada por: "Dr. Estranho", "Namor", "Hulk", e "Surfista Prateado" (e outros integrantes que foram surgindo depois) teve sua estreia na série de clássicos da Marvel!
42) O "Lobisomem" Ataca: O selo "Marvel Terror" publica a série clássica do "Lobisomem" da Marvel (em histórias raras - algumas já publicadas pela Bloch nos anos 70)! 
43) "As Grandes Aventuras do Mickey" (de Paul Murry): Encadernado de luxo (capa-dura) com várias histórias selecionadas do artista mais popular do Mickey no Brasil. Sim, ele divide opiniões (nem todo mundo gosta dessa fase) mas ainda é o "Mickey" mais conhecido pra geração anos 70 e 80!
44) A "Coleção Definitiva do Homem-Aranha" (Salvat): Entrou em fase de testes em algumas regiões do país e apresentará diversos períodos da cronologia do Aranha: "Caído Entre os Mortos", "Percepções" (Todd McFarlane), "A Saga do Clone" (Original), e "Aranha & Gata Negra" (de Kevin Smith)!
45) "Lendas do Universo DC - Lanterna Verde & Arqueiro Verde" (de Neal Adams): As histórias que retrataram a realidade americana no início dos anos 70: Com os "heróis verdes" se deparando nas ruas com o racismo, a violência urbana, e a proliferação das drogas (o "Ricardito" fica viciado)! 
46) "Vampirella - Grandes Clássicos": A Mythos encaderna um material raríssimo (anos 70) da vampira mais sexy do planeta - Com arte (deslumbrante) de José Gonzáles em P&B (no mesmo estilo das HQs de terror da "Cripta")!
47) "Ronin" e "Elektra Assassina": Dose dupla de edições luxuosas (capa-dura) de Frank Miller!
48) "Ghost In The Shell" + "Cavaleiros do Zodíaco" + "Lobo Solitário": 3 mangás famosos e importantes são relançados nessa reta final do ano! O "Lobo Solitário" estará no próximo "Review" do blog!
49) "A Liga Extraordinária - O Dossiê Negro": A 3º parte da "Liga" de Alan Moore é finalmente lançada no Brasil numa ed. de luxo (com vários brindes, tipo um óculos 3-D, cartões-postais, etc)! A HQ estava proibida devido a problemas com direitos autorais no uso de personagens literários (007 - James Bond)!
50) A "Totalmente Nova e Diferente Marvel" (ou algo assim): As novíssimas revistas da Marvel (Pós-Guerras Secretas) estreiam com nova cronologia e títulos zerados! "Aranha", "Vingadores", "Homem de Ferro", "Dr. Estranho", etc... Todos recomeçando uma nova vida!

Até+

PS: O "Submundo" deseja à TODOS os leitores.... Um FELIZ ANO-NOVO e BOAS FESTAS! Que 2017 nos traga ainda MAIS lançamentos legais nas bancas e que possamos ter melhores condições ($$$) pra mantermos nossas coleções - na medida do possível, rs!

100 comentários:

  1. Oi leo feliz ano novo e esperamos muitas novidades no ano que vem obrigado pro todas as dicas desse ano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jaspion... blz?

      Brigadão mesmo pelas felicitações... E tbm desejo à vc um Feliz 2017 (q com certeza, será outro ano recheado de boas novidades e lançamentos no mundo das HQs)!

      Abs!

      Excluir
  2. Oi Leo!

    2016 foi um ano muito turbulento no geral, sendo um ano "complicado" para mim, sendo na realidade bem introspectivo no geral para mim no âmbito pessoal!

    Gastei bastante este ano com HQs, e não comprei tudo realmente que desejava, mas no meio da avalanche absurda de lançamentos eu aprendi que "paciência' é o melhor remédio, encadernados da Panini em média ficam mais de dois meses em bancas (pelo menos na minha cidade!), e aprendi a sempre procurar promoções em lojas virtuais que ajudam muito a quem compra diversos materiais no mês!

    Levantei a bandeira do "Ronin" mas pulei fora do barco pelo menos por enquanto, resolvi adiar a compra deste e comecei o Arqueiro Verde do Mike Grell, que é um material FODA literalmente.

    São sete encadernados no total, comprei dois e irei comprando aos poucos. Sei que no final sairá mais caro que o preço de capa do "Ronin", mas acabei também tendo que "cortar" o Lobo Solitário que pretendia fazer a coleção, mas não fiz uma má escolha preferindo o Arqueiro do Grell, quem sabe mais tarde eu consiga fazer o Lobo Solitário, como disse anteriormente é necessário ter "paciência".

    Arrow bebe muito da fonte do Grell, pelo menos no início, sendo que a transa do herói com a Shado mostrada no seriado na ilha à beira do mar é uma retratação fiel de uma cena da HQ sendo basicamente idêntica, com um telespectador observando o casal e esboçando um movimento com a boca. No seriado foi Slade Wilson, na revista é um pescador, mas é idêntico!

    Caso eu consiga de fato completar a coleção farei uma comparação com o seriado no que se refere à esta fase marcante do herói!

    Não querendo ser chato, e nem desrespeitando sua lista de "50 fatos e lançamentos marcantes", mas acredito que a lista deveria ser ampliada um pouco mais porque teve coisas importantes demais este ano, como por exemplo a coleção do Batman "Cataclismo e Terra de Ninguém" que inovou o mercado das coleções de Graphic Novels com a publicação de verdadeiros "tijolos' de quase 500 páginas cada, republicando uma saga extensa do Batman que foi limada em muitas histórias pela Editora Abril na época de sua publicação nos anos 2000/2001.

    Outra, é o "Legado de Júpiter" que é um material que vendeu e muito bem, provando que o Mark Millar possui muita força no mercado brasileiro sem precisar de um filme para impulsionar suas publicações por aqui (caso de "Kick Ass'),o Selo dele "Millar World" está tão forte no mercado nacional que tem vários títulos dele para serem publicados por aqui em 2017, sendo um já em pré-venda e com previsão para sair em janeiro. Parece que "Nemesis' não deixou uma má impressão sobre o escritor no mercado brasileiro, porque a Panini dificilmente se arrisca em materiais fora do eixo Marvel e DC já que muitos em que ela se arriscou naufragaram em vendas!

    Outro fato, foi o aumento absurdo de preços da Eaglemoss logo no início do ano (que começou justamente com esta edição de "Morte em Família" em fevereiro passando cada edição a custar R$ 39,99, e dois meses depois em abril na edição "Superman: Brainiac o preço de cada encadernado foi para "apenas" R$ 44,99, um aumento de preços absurdo e arbitrário, que fez as vendas da coleção diminuírem.

    Rocketeer também merece menção, já que foi lançado de forma silente pela HQM, anos depois de ser prometido e anunciado!

    Espero que 2017 seja um ano melhor em todos os sentidos, principalmente na economia que é o motor principal para que nós colecionadores tenhamos acesso ao nosso hobby, que está ficando cada vez mais difícil de manter ainda mais com o tsunami de lançamentos a cada mês!

    Um FELIZ ANO NOVO para você e sua família!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá Leo!
    Sua Revistrospectiva, lembrou a gente a quantidade gigantesca de lançamentos, que ao passar dos dias perdemos a noção.

    Que 2017 continue assim, na verdade um pouquinho menos, tá osso de acompanhar.

    Só pra fazer parte da brincadeira, vou elencar 1% de dessa lista, referente ao que mais gostei em 2016:

    1) Dossiê Negro
    2) RONIN
    3) Ghost In The Shell
    4) Lendas do Cavaleiro das Trevas
    5) Homem-Aranha em Capitão América - Guerra Civil

    É isso companheiro e demais habitantes do Submundo, que todos tenhamos um novo ano melhor do que esse, em todos os sentidos.

    Abs,
    VAM!

    ResponderExcluir
  4. Fala, Léo!
    Gostei do estilo "Manchetes" da retrospectiva!
    Ficou bem abrangente, pontuando os destaques do estranho ano que se vai. Um ano de crise intensa, mas que proliferaram muitos (re)lançamentos.
    Parece que para este mercado a crise foi mais amena.

    Olhando a lista, felizmente constatamos a forte presença de material clássico! Tomara que esta tendência se fortaleça ainda mais neste ano.

    Te desejo um ótimo ano, e para o meu gosto pessoal, que o blog não mude uma vírgula sequer! Do jeito que está é perfeito!

    abs.

    ResponderExcluir
  5. blz leo?

    um feliz 2017 pra vc e sua familia também, que este novo ano seja melhor pra todos, pois 2016 foi "brabo" pro mundo todo.
    não gosto de ser pessimista, mas ta foda!
    espero que nosso país melhore mesmo que seja de forma homeopática.
    já nos quadrinhos o ano foi bem legal, apesar da grana não estar sobrando ainda comprei umas 50 HQs e acabei relendo algumas outras HQs clássicas pra compensar a falta de grana.

    abraço e ate o ano que vem

    ResponderExcluir
  6. Um feliz ano novo pra todos,que 2017 seja um anos de paz e felicidades!

    ResponderExcluir
  7. Para ti um feliz ano novo meu amigo e que 2017 tenhamos novas e boas leituras para a gente desfrutar ao maximo. Abraços

    ResponderExcluir
  8. Cara 2016 teve muitas altas e muitas baixas. Pelo menos tivemos bons lançamentos no Universo Nerd.

    Feliz 2017! ;)

    ResponderExcluir
  9. olá Leo!

    Que ano cheio hein? Entre tanta coisa chata que aconteceu ao mundo, um pedacinho bom onde podemos nos refugiar as vezes você retratou acima. Particulamente, foi o ano onde voltei a colecionar depois de mais de uma década, e dicas como a sua e de muitos seus seguidores aqui, me serviram como base para adquirir coisas ótimas. Agradeço a todos por isso.
    Feliz 2017, que venham mais coisas boas para todos nós!

    ResponderExcluir
  10. "2016 foi um ano muito turbulento no geral, sendo um ano "complicado" para mim, sendo na realidade bem introspectivo no geral para mim no âmbito pessoal!"


    Oi, Elcio... Tdo bem?

    Eu te confesso q 2016 foi um ano péssimo pra mim em linhas gerais... Tive uma razão pessoal pra ter escolhido essa capa de "Batman - Morte em Família" pra ilustrar esta postagem de retrospectiva, pois eu realmente tive uma perda mto sentida na minha família este ano (perdi uma tia q eu considerava minha 2º mãe, pois ela ajudou a me criar e me ensinou a ler). Sei q são coisas da vida, e o câncer é sempre uma doença maldita e fulminante: Mas esse fato já serviu pra tornar este um dos piores anos de toda a minha vida! É a 1º vez q tô falando isso em público, pois não costumo expor mto minha vida pessoal na internet: E no dia em q aconteceu (ela já tava internada há meses) eu postei aqui no blog normalmente: Respondi todos os comentários como sempre faço e mantive o tom descontraído de postar (apesar de estar destruído por dentro)!

    Na boa... Não terei mtas lembranças boas deste ano q passou. Pode ser até um "pecado" eu reclamar da vida tendo uma boa saúde e boas condições financeiras (até pra me dar ao luxo de gastar com meus hobbys - embora não consiga comprar tudo q eu gostaria), mas foi um ano pesado pra mim: Emocionalmente falando! Some-se à isso tbm o fato de q eu trabalhei feito um condenado este ano construindo a minha empresa junto com meus 2 sócios. É desgastante demais investir rios de dinheiro e torcer pra ter algum retorno (correndo o risco de perder tudo e ir parar na sarjeta, rs)! Trabalhei feito um condenado pra sobreviver, e não foi pouco (isso afetou até o ritmo de atualizações aqui no blog de uns meses pra cá)!

    Enfim... Te agradeço pela lembrança da "Terra de Ninguém": Putz, realmente eu esqueci de incluir essa no listão da "retrospectiva". Pior, q eu cheguei a lembrar por uma fração de segundos enquanto redigia a lista, mas esqueci em seguida e não conseguia recordar depois, rs (isso me acontece direto: esqueço as coisas o tempo todo e demoro pra me lembrar delas, hehe)! Mas já incluí na lista (junto com a "Morte em Família")!

    De resto... Tem MUITA coisa q teve de ficar de fora, pois uma "retrospectiva" é sempre um RESUMÃO do ano. Inclusive, este ano tivemos uma média de mais de 200 (duzentos) gibis e encadernados lançados por mês: Foram cerca de 2.000 gibis num balanço final do ano (é mta coisa)! Tentei selecionar apenas alguns dos mais relevantes e q tiveram mais repercussão entre os leitores!

    O "Ronin" eu não consegui comprar ainda... Minhas últimas compras do ano foram feitas há 2 dias: "Elektra Assassina" e "Lobo Solitário" (ainda nem tive tempo de tirá-los do plástico, rs)!

    E vc falou tudo... A "PACIÊNCIA" é sempre a melhor aliada de todo colecionador. Tbm aprendi isso com o passar dos anos e o avanço das coleções q faço. Procuro esperar a hora certa pra comprar um gibi: Nem sempre consigo, e mtas vezes eu acabo sucumbindo aos impulsos consumistas (foi o caso do "Dossiê Negro", q eu não aguentei esperar e comprei na hora q apareceu na loja - acabei pagando preço de capa, mas ceder à esses impulsos tbm faz parte da coisa toda do colecionismo, hehe)!

    Elcio: desejo à vc um Feliz 2017, amigo... Q tenhamos todos um ano BEM melhor e mais próspero: Com mais saúde e alegrias do q tristezas e agruras!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas quem vai se lembrar de Terra de Ninguém? Não tem HQ mais "esquecível"...

      Excluir
  11. "Sua Revistrospectiva, lembrou a gente a quantidade gigantesca de lançamentos, que ao passar dos dias perdemos a noção."


    E aí, VAM... blz?

    Nem me fale, amigo... Enquanto eu revirava checklists e postagens pra selecionar o listão da "Retrospectiva", começou a me dar calafrios na espinha só de imaginar o qto gastei nessa "brincadeira" toda ao longo do ano, rs!

    Tbm me impressionei com a grande quantidade de títulos bons q acabei comprando e a PILHA de coisa q ficou pendente pra ser lida... Sem falar na PILHA de gibis q faltou eu comprar entre tudo isso q foi lançado (a começar pelo "Ronin", q eu acabei deixando pra uma próxima oportunidade)!

    Um Feliz 2017 pra vc tbm, VAM... espero q todos tenhamos um ano mais tranquilo e promissor!

    Abs!

    ResponderExcluir
  12. "Gostei do estilo "Manchetes" da retrospectiva!"


    E aí, Victor... blz?

    Brigadão mesmo por ter curtido esse estilo de "Retrospectiva" q eu venho adotando desde o ano passado: Manchetes curtas (pra não tornar a leitura mto cansativa pra quem se aventurar a ler) e elencando 50 fatos entre os mais relevantes do ano q passou!

    Fica mais prático pra mim tbm fazer dessa forma... Pois antigamente, as "retrospectivas " eu fazia eram TEXTÕES kilométricos comentando várias coisas ao mesmo tempo, hehe (ninguém tinha saco de ler tudo e eu perdia mtas horas revisando e reescrevendo texto)! Acho q esse novo formato ficou mais "clean" e dinâmico (acho q vou seguir mantendo dessa forma)!

    E qto ao blog... Fique tranquilo, tbm não gosto de mudanças radicais, hehe! Já meio q tô aceitando a ideia de q não vale a pena mudar mta coisa por aqui (se os leitores tão curtindo assim do jeito q tá, quem sou eu pra querer inventar moda)? Não se mexe em time q tá ganhando, né?

    Abs!

    ResponderExcluir
  13. "espero que nosso país melhore mesmo que seja de forma homeopática."


    E aí, gustavo... blz?

    Um Feliz Ano-Novo pra vc e sua família tbm... q 2017 seja de fato um ano melhor e mais produtivo pra todos nós!

    Sabe, agora q vc falou eu fiquei pensando numa coisa... Foi trabalhoso fazer essa listagem da "retrospectiva", mas ao mesmo tempo foi "relaxante" fazer isso: Pois em matéria de gibis tivemos um ano mto bom (com ótimos lançamentos e formatos pra todos os gostos e bolsos)!

    Aí eu fiquei pensando se ao invés de ter um blog de QUADRINHOS... Eu tivesse um blog sobre política? Nossa, q postagem depressiva teria sido essa, hahaha! Tdo bem, sei q a Lava-Jato tem sido um ponto positivo pra ferrar com a vida dessa cambada de ladrão e vigarista q saqueou o país e os cofres públicos. Mas ainda assim, bate uma deprê qdo pensamos na quantidade de corruptos q continuam no poder tomando decisões pra NOSSA VIDA, q nos atingem diretamente todos os dias! Estamos todos péssimamente representados pelos nossos governantes. Se o "Submundo" fosse sobre política (até q seria um nome bem adequado pro blog tbm, rs) esta retrospectiva teria sido uma postagem raivosa, cheia de ódio e indignação, e bastante depressiva (baixo-astral pra caramba)!

    Ainda bem q segui uma linha voltada pra GIBIS, rs... (um assunto bem mais ameno pra se tratar neste dia)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  14. "Um feliz ano novo pra todos,que 2017 seja um anos de paz e felicidades!"


    Brigadão mesmo, Bruno...

    Um Feliz 2017 pra vc tbm, amigo... Q vc e sua família tenham um ótimo e próspero ano-novo!

    Abs!

    ResponderExcluir
  15. "Para ti um feliz ano novo meu amigo e que 2017 tenhamos novas e boas leituras para a gente desfrutar ao maximo."


    Valeu mesmo, Marcelo...

    Tbm desejo pra ti um Feliz Ano-Novo com mta saúde, paz e prosperidade... Pra vc, sua família, e q vc continue nos brindando tbm com notícias, resenhas, e análises sobre os FILMES em cartaz no seu blog (tenho ido mais ao cinema de uns tempos pra cá)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  16. "Cara 2016 teve muitas altas e muitas baixas. Pelo menos tivemos bons lançamentos no Universo Nerd."


    Oi, Carol... Tdo bem?

    Um Feliz 2017 pra vc tbm... E esperamos q o ano q se aproxima seja melhor e mais repleto de paz e tranquilidade pra todos nós (este último foi barra mesmo, hein)?

    Pelo menos é como vc disse acima... No universo nerd do colecionismo, as coisas foram boas: Com mtos lançamentos bacanas e títulos tão bons, q nem conseguimos comprar tudo q vale a pena (de tanta coisa q saiu)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  17. "Particulamente, foi o ano onde voltei a colecionar depois de mais de uma década,"


    E aí, Marcelo... blz?

    Fico feliz de ter participado (mesmo de forma indireta) da sua volta ao mundo dos quadrinhos... Pois tbm passei por situação semelhante há tempos atrás, qdo precisei me afastar e vender toda a minha coleção (devido à crise econômica de 1985)!

    Da mesma forma q vc, tbm fiquei um período de 10 anos afastado dos gibis... E só retornei em 1995, mas com tantos ruins naquela época: Acabei me focando em sebos e com o objetivo de recuperar minha antiga coleção, rs!

    Seja bem-vindo de volta à este universo... e espero poder ajudar no q puder (com dicas, sugestões, e dúvidas q vc possa vir a ter)! Feliz 2017 pra vc tbm!

    Abs!

    ResponderExcluir
  18. Dale Leo, feliz ano novo e desejo sorte para esse novo ano.

    Eu tava percebendo enquanto lia as HQs de alguns personagens da Marvel e da DC em ordem cronológica, percebia um certo deslize e não sei se você notou. O que nos inspira em uma obra é ver um personagem "evoluindo" ( acho que para alguns "amadurecer" seria um termo mais apropriado ), ver um arco que de deixe boquiaberto ou então ver uma história que te faça rir bastante... basicamente esses são os elementos que mais atraem o público para ver uma obra e em todos os personagens que ví, decaíram em todos os requisitos e vez ou outra, cumprindo o requisito do "arco incrível".

    Até mesmo com isso cheguei a pensar "não é atoa que as comedias sãos as obras que o pessoal no geral mais curte". Daí acho que os encadernados de luxo da Disney ( principalmente a Coleção Definitiva de Carl Barks ) foram em si os mais interessante ( é claro, usando a lógica que falei ). Enfim, voltando ao ponto que eu tava falando inicialmente; os personagens das HQs da Marvel e da DC não estão mais "evoluindo" e eles ou estão na mesma forma de agir/mentalidade ou estão se "entrosando com a nova geração", coisa que convenhamos, não enriquece as histórias nem nada, só atrai um bando de fetichistas. O humor não preciso nem dizer o quanto decaiu, até mesmo o do Deadpool e do Lobo que eram divertidíssimos, hoje estão aquém do que já foram, e parece que as piadas estão ao estilo dos desenhos atuais da tv ( que são bem ruinzinhos ). Quanto aos arcos que te deixam boquiabertos é entre os três requisitos que mais são cumpridos ultimamente, porém que estão cada vez mais raros; para mim esse é o menos importante dos três, mas quando alcança um certo nível, se mostra superior aos outros dois requisitos e é o que mais esperamos hoje que seja cumprido.

    Conclusão : somos masoquistas que "cavam" muito lixo na esperança de lermos algo surpreendente nas histórias atuais, mas no fim só nos decepcionamos ano-a-ano e procurar títulos autorais e "redescobrir" histórias clássicas é bem mais proveitoso do que esperar algo da Marvel ou DC. Abs.

    ResponderExcluir
  19. "Conclusão : somos masoquistas que "cavam" muito lixo na esperança de lermos algo surpreendente nas histórias atuais"


    E aí... blz? Feliz ano-novo pra vc tbm, amigo!

    Eu tbm acho q no fundo o leitor das antigas nunca perde totalmente a esperança de ver os super-heróis de sua infância voltarem a ter histórias mais gloriosas (bem escritas e com mta criatividade: Sacadas geniais e novos vilões sendo criados todos os meses)!

    Infelizmente, a realidade sempre nos passa uma bela rasteira... E as decepções são maiores q a chama da esperança nesses casos! Digo, a gente continua tentando e proporcionando uma "NOVA CHANCE" pra um determinado título, e mesmo q no começo ele nos agrade um pouco (como foi o caso do "Demolidor" do Mark Waid), em seguida a própria editora dá um jeito de estragar tudo com algum reboot ou interligação com alguma mega-saga e tudo acaba e recomeça mais uma vez (com uma nova equipe criativa e uma nova proposta)!

    Não digo q mudanças de equipes criativas não ocorressem tbm no passado... Sim, elas ocorriam com frequência tbm, mas as mudanças se passavam em um universo mais coeso q não ficava mudando e sendo "rebootado" toda hora. A Marvel (só nos últimos anos) já foi "NOVA", "Novíssima", "Totalmente Nova e Diferente"... Enquanto a DC, após diversas "Crises" pra ajustar a cronologia, resolveu simplesmente zerar tudo de uma vez (Novos 52) e agora quer "renascer" de novo!

    O lado bom (pra nós), é q hj em dia temos o refúgio de revisitarmos o passado e redescobrirmos as grandes HQs clássicas. Tgenho toda a minha coleção Disney cadastrada no "INDUCKS" e nas estatísticas levantadas pelo site, vi q não tenho nem 10% do material produzido pelo BARKS, e não chego nem a míseros 3 (três) porcento do GOTTFREDSON. Ou seja, tenho pelo menos 90% de histórias do BARKS pra buscar e 97% (quase a totalidade) do Gottfredson!

    Assim, sempre terei boas histórias pra buscar na coleção... Definitivamente, não preciso mais das produções atuais, posso viver de clássicos e "releituras" pro resto da vida, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós sempre temos algo faltando para completar a coleção, e se você não tem nem 10% do material produzido pelo Barks, eu não imagino quanto eu tenha, rsrs. Esse mês mesmo tem mais um da Coleção Definitiva do Carl Barks e nem preciso dizer que é compra certa, também pelo que me falaram na Cultura, chega essa semana o "Marvel Origens Anos 70", ou seja, esse mês não falta coisa boa para sair. Se vou completar ou não a minha coleção de histórias do Barks e do Gottfredson eu não sei, mas que terá prioridade em minhas compras ela vai ter.

      Eu percebi que esses "reboots, mega-sagas e afins" não iam dar certo desde que li o Universo Ultimate. Sei que você não curte o ultiverso, mas ele é um bom exemplo da forma da Marvel ( e porque não da DC também ) "renovar" as suas histórias. Ele começou com boas propostas, com tramas intrigantes e não demorou muito para a editora trocar a equipe criativa dos títulos e achar que eles "venderiam sozinhos", e o resultado foi a queda da qualidade das histórias; esse exemplo é exatamente o que ocorre nas histórias hoje e a mentalidade que a editora tem, a diferença é que hoje o funcionário trabalha em vários títulos ao mesmo tempo para não acabar abandonando o personagem que gosta ( o que prejudica do mesmo jeito ).

      Não existe "renovada" nos universos da Marvel e da DC, no máximo adicionam uma personagem mais feminista ( nada contra, sou a favor do feminismo ), inclui mais personagens de "minorias" que sofrem preconceito, atualizam o humor de acordo com o que eles acreditam que a juventude gosta, contextualizam com eventos recentes... ou seja, fazem a mesma coisa que sempre fizeram, só que fazendo mais trabalho de marketing e zerando numerações para dizer que é um "recomeço".

      Excluir
    2. Bem, no caso de eu ter apenas uns 10% de toda a obra do Barks... Isso se explica pelo fato de q eu REcomecei a colecionar Disney a partir de 2009 (com a estreia do "BIG" nº1)!

      Só q desde então, a Abril tava evitando republicar mta coisa do Barks... Saía uma historinha aqui e outra ali no "BIG" e em outros tipos de "Almanaques" (q eu ia comprando de forma esporádica). O Barks produziu toneladas de material e mesmo eu tendo uma porrada de histórias dele, ainda não passam de 10% (esse nº vai aumentar bastante agora à medida em q essa nova coleção do Barks for avançando, é claro)!

      E no mais... a tática da Marvel é essa mesmo: Tentar seguir algumas tendências sociais e culturais. Eles não se importam com os problemas reais das minorias e nem com a inclusão social, só querem lucrar de alguma forma em cima disso (e das polêmicas geradas a partir daí na mídia)!

      Pode acreditar... não estou falando só por falar: Sendo publicitário reconheço algumas técnicas de marketing midiático q a Marvel tem utilizado pra vender gibis em cima de questões sociais e repercussões nas redes!

      Abs!

      Excluir
    3. Sim, eu já percebi que a editora não se importa com as questões sociais, e acho que não existe exemplo melhor do que a nova Miss Marvel que colocaram uma muçulmana. Na verdade, quando eu vejo um estúdio mudando a etnia ou gênero de algum personagem ou quando colocam personagens que representam as "minorias" , a primeira coisa que penso eh que estão forçando a barra para atrair mais público com táticas baratas.

      Excluir
    4. E é essa mesmo a intenção deles... Sabem q não vão conseguir agradar à todos com essas táticas, mas querem fazer "parecer" q se importam e q são "engajados" em defesa de várias causas, rs!

      Enfim... Sempre vão ter aqueles q dirão q "é melhor do q nada"! Mas eu continuo preferindo q as intenções ao abraçarem uma causa sejam realmente "SINCERAS" (honestas) e não um subterfúgio pra faturarem mais fingindo ser e defenderem o q não são! Se é pra fazer, q seja com uma intenção verdadeira (e criando personagens NOVOS ao invés de adulterarem os já existentes)!

      Abs!

      Excluir
    5. A questão da Miss Marvel é outra. Para poder manter o direito dos nomes, a Marvel precisa publicar periodicamente revistas chamadas Captain Marvel e Ms. Marvel. Captain Marvel em particular se eles bobearem a DC usa para o seu "Shazam".

      Mas o Capitão Marvel original da Marvel (o Marr-Vell) morreu e a editora nunca conseguiu encontrar um bom substituto. Como a Miss Marvel original Carol Danvers tem se saído bem nos últimos anos, a lógica foi "promover" ela (o que garantiria que a Marvel teria um título "Captain Marvel" duradouro). Só que aí ficaram sem Miss Marvel...

      Portanto, a Marvel criaria uma Miss Marvel nova de qualquer jeito. Ponto. E não poderia ser igual à original porque ela ainda está por aí como Capitã Marvel! Optaram por uma muito diferente e funcionou comercialmente bem.

      Excluir
  20. Feliz Ano Novo! Obrigado pelos reviews e listas de lançamento. E que venham materiais ainda mais inusitados: encadernados do Nova original,da Mulher-Aranha, do Mestre do Kung Fu, daquela Liga da Justiça de Conway/Pérez e por ai vai

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigadão mesmo, joao... Eu é q agradeço, e Desejo um Feliz 2017 pra vc tbm!

      E nem me fale... Seria meu sonho de consumo ver materiais q nem esses q vc citou sendo publicados em "Coleções Históricas" e "Lendas da DC"! Mas quem sabe, né?

      Abs!

      Excluir
  21. Cacete... Quer dizer que a lista dessa postagem não foi sendo elaborada ao longo do ano? rs

    E realmente, em termos de quadrinhos, talvez tenha sido o melhor ano de todos. Para azar dos nossos bolsos.

    Torcendo para um novo ano mais equilibrado para conseguir reduzir minha pilha de leitura a níveis aceitáveis.

    Pena que não se vende tempo nas bancas. rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, SEMI... blz?

      Não, já se passaram 5 ANOS de blog... E eu continuo BURRO o bastante pra não elaborar mês a mês (aos poucos) uma lista pro final do ano! Aí chega na última semana e eu saio às pressas pra levantar as notícias de cada mês (uma por uma) e passo horas (madrugadas inteiras) pra fazer uma postagem q nem esta, rs!

      E mais: Minha estupidez é tanta q sempre esqueço de aproveitar o embalo das pesquisas pra "retrospectiva" e já selecionar as CAPAS pra coluna das "Melhores e Piores"! Agora lá fui eu de novo vasculhar todos os arquivos de postagens do ano pra selecionar as minhas CAPAS favoritas (e as mais desprezíveis, rs)!

      Abs!

      Excluir
    2. Taí uma boa resolução de ano novo! rs

      Excluir
  22. Olá Leo!

    Cara, que listona! Tem muita coisa que estounquerendo comprar e ainda não consegui. É coisa demais sendo despejada, e o dinheiro curto nos obriga a sermos bem seletivos, o que é bastante díficil.

    Sim, houve recal da Saga da Fênix? Não fiquei sabendo disso, pois a minha justamente tem erro. Ainda há possibilidade dessa troca?

    Por conta de tantos erros de revisão, me recusei a comprar o Crise na Infinitas Terras. A gente paga caro pra p#>>@ e as editoras não tem o mínimo de cuidado com a revisão. Nós leitores não achamos dinheiro no lixo. Às vezes pego um trabalho extra para ganhar um troco a mais e ajudar na compra dos menus gibis, porque não é fácil não!

    Ainda acho que as editoras deveriam ser mais seletivas em relançarem certas hás, é muita reprise de uma é de outra, ou mesmo de mesma editoras. Exemplos de Salvat e Panini (que vc já mostrou muito aqui no blog) e Guerras Secretas que em menos de 6 meses foi republicada.


    Tem o lado bom disso tudo, muitos bons lançamentos, clássicos etc. Mas algumas coisas cansam, e acho isso uma falta de respeito com o leitor. Acho que elas devem abrir mais os olhos diante de certas questões.

    No demais, desejo vc é a todos que partiram aqui, um feliz 2017 com muita saúde trabalho e dinheiro no bolso pros gibis que virão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Val... blz?

      Tbm não consigo comprar tudo q me interessa (e nem teria tempo de ler tanta coisa, já q saiu toneladas de gibis bons ao longo do ano): O q me obriga a ser mais seletivo do q nunca (e é difícil mesmo de abrir mão de um gibi bom - mesmo q seja pra comprar outro melhor ainda)!

      A "Fênix Negra" teve recall sim, eu comentei na ocasião aqui no blog (qdo começaram a chegar as ed. corrigidas nas lojas)! Comprei a minha "Fênix" qdo fui à Sampa (em outubro) e a minha já veio corrigida (arrumaram aquele balão q veio repetido e as "GATAS de Adamantium" voltaram a ser "GARRAS", rs)! Acredito q a Panini ainda esteja efetuando a troca, mas isso só vai durar enquanto tiverem a ed. em estoque (depois já era)! Te aconselho a entrar em contato com a editora o qto antes e pedir orientação sobre como proceder pra troca (tem q ver o e-mail de atendimento ao cliente deles)!

      A "CRISE" eu acabei perdendo tbm... Mas parece q vão reeditar em seguida (pois esgotou mto rápido)! Espero q arrumem o balão trocado qdo forem republicar!

      Tá complicado mesmo essa quantidade de erros de revisão e defeitos gráficos se espalhando até por ed. de luxo (q são mais caras e deveriam ter um cuidado maior)! O Excesso de repetécos entre a trinca: "Panini X Salvat X Eaglemoss" é outra coisa q incomoda, pois eles exageram nas repetições de histórias de forma proposital e já sem nenhuma vergonha de repetir material no mesmo mês!

      Um Feliz 2017 pra vc tbm... Q a nossa situação (financeira principalmente) melhore mais pro ano novo q está começando!

      Abs!

      Excluir
  23. Primeiramente, um feliz 2017 para todos os que fazem este interessante veículo de comunicação.

    Hoje, eu comprei o volume 29 da coleção DC da Eaglemoss ("Superman e Batman -- Poder Absoluto"). Apesar da história principal ter até a participação especial do meu grupo de heróis predileto, a Legião dos Super-Heróis, eu sempre compro esses encadernados por causa da história clássica que aparece no final. No caso desse volume 29, a história clássica foi tirada da World's Finest N. 88 de 1957. Essa história também foi publicada em 1970 pela EBAL na revista Invictus 3a. série N. 41.

    Agora, a novidade que eu percebi nesse encadernado foi o número de páginas vazias, 100% brancas ou 100% pretas, que tem nesse encadernado. Ele tem um total de 14 páginas vazias Vazias, sem nada, nenhum texto, nenhum desenhozinho. Considero esse número de páginas vazias um abuso por parte da editora. Dava para publicar uma outra história clássica uma vez que a que foi publicada tem apenas 12 páginas. Ou então poderiam publicar algo como um álbum de capas ou coisa parecida.

    Será que eles teriam coragem de divulgar (na capa) que esse encadernado caro tem quase 10% de páginas em branco?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lenimar... Tdo bem?

      Espero q vc tbm tenha um Feliz 2017... Com mta saúde, paz, e prosperidade neste ano q recém começou! Tbm espero continuar contando com a sua presença e participação aqui no blog!

      E obrigado por ressaltar esse defeito na ed. da Eaglemoss... Eu consegui as imagens q um camarada meu do face me enviou dessas pág pretas (sem nada). E só tô esperando uma resposta da editora (SE é q vão me responder) pra ver se isso foi mesmo um defeito gráfico e se eles vão tomar algum tipo de providência qto à isso?

      Vou esperar mais uns dias pela resposta, caso não me retornem... De qq forma, estarei postando as FOTOS das pág defeituosas na próxima coluna de notícias do blog (q vai ao ar no final da semana)!

      É uma pena, pois não deixa de ser um tremendo desperdício de papel... 14 pág é o q bastaria sim pra publicarem alguma história clássica ("supondo" q o objetivo fosse fechar um nº mínimo de pág pro encadernado)!

      Abs!

      Excluir
  24. Olá, Leo. Uma curiosidade: a Amazon Brasil divulgou a lista dos livros mais vendidos em 2016 no site e aparecem 4 HQs entre os top 20. A Piada Mortal (4), Guerra Civil (8), O Cavaleiro das Trevas (11) e Sandman vol.1 (16). Entre os 20 livros mais importados, aparecem 2 HQs: Saga vol.1 (7) e Superman: Red Son (8).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alex... Tdo bem?

      Puxa, essa foi surpresa total pra mim... Pois não imaginava q essas republicações fossem estar no topo das HQs mais vendidas!

      Tipo, a gente sempre pensa q a maioria dos leitores já comprou essas ed. em algum momento e q elas são republicadas apenas pra "manter o estoque". Ledo engano, pelo visto, rs! Valeu mesmo pela informação! (Tbm achei surpreendente a "Saga" estar entre as importadas mais vendidas)!

      Abs!

      Excluir
    2. Feliz ano novo atrasado Leo..O engraçado que nem saiu a Saga numero 7 nos EUA,a ultima que eu vi no site é a de numero 6,o que espanta mais,pois a 7 ainda vai sair.Mas não deixa de impressionar,a Devir ainda está lançando não é?
      Abcs
      Fernando

      Excluir
  25. A grande duvida do colecionador é se alguem vai cuidar de sua colecao quando ele pegar pra la.kkkk
    Acho q ja vou deixar meus futuros filhos sentenciados.
    "Nao precisa gostar,so nao vende moleque.kkk

    Abs Leo

    Assinado:Leo

    ResponderExcluir
  26. "A questão da Miss Marvel é outra. Para poder manter o direito dos nomes, a Marvel precisa publicar periodicamente revistas chamadas Captain Marvel e Ms. Marvel. Captain Marvel em particular se eles bobearem a DC usa para o seu "Shazam"


    Oi, Hunter... Eu não me lembrava mais q ainda tava rolando esse lance do nome. Me falaram algo assim na época do "Cap. Marvel" (Genis-Vell), mas o hiato havia sido de mtos anos entre a série original e o Genis! Já o lance da "Miss" eu nem imaginava q tbm estivesse na mesma situação!

    Bem, sendo assim: tinha de ser feito de alguma forma então... Qto ao "Shazam", até pra DC acho q seria melhor manter como "Shazam" mesmo (ao invés de evocar o nome da concorrência, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história do Capitão Marvel eu até entendo. E até que fez sentido promover a Carol Danvers que parece finalmente ter encontrado seu codinome definitivo.

      Mas nenhuma necessidade de continuar usando o Miss Marvel. Exceto pela oportunidade de dar um pouco mais de peso a uma nova personagem (e convenhamos que funcionou).

      Excluir
  27. "Acho q ja vou deixar meus futuros filhos sentenciados."


    Mesma situação q eu, xará...

    Não tenho herdeiros (ainda) e o tempo tá passando pra mim, rs! Não consigo deixar de pensar na minha coleção no dia em q eu faltar: Minha mulher sabe q deve valer uma boa grana, mas pior seria saber q vai parar tudo no lixo se não tiver pra quem deixar, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode sempre deixar a herança para uma gibiteca. Eu, se não tiver herdeiros, vou deixar para o Museu da BD de Beja...

      Excluir
  28. Fala, Leo!

    Bela retrospectiva. Como nota de rodapé, vale mencionar o fechamento de John Constantine - Hellblazer fase Garth Ennis completinha pela Panini. Não que fosse inédito, mas o run estava fragmentado demais entre Abril, Brainstore, Metal Pesado, Tudo em Quadrinhos e Pixel.

    E no vlog #179 do PN foi comentado que a CMT do Motoqueiro parece que não foi muito bem nas vendas, infelizmente. E tratando-se da Panini, sabemos o que isso significa, né. Se puder acionar o fabuloso X-9 para elucidar esta incógnita, sua caneca de hidromel estará garantida em Asgard ao lado do Onipotente Odin!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  29. "Mas não deixa de impressionar,a Devir ainda está lançando não é?"


    Feliz 2017 pra vc tbm, Fernando... Q seja um ano melhor pra todos nós!

    Qto à "SAGA", realmente: É impressionante q a Devir ainda esteja lançando, ainda mais pelo fato de q essa série não "pegou" mto aqui no Brasil (provavelmente por conta do preço mais elevado da Devir e pela desconfiança dos leitores em embarcarem em novas coleções da editora, sendo q a Devir tá demorando demais pra publicar a parte 5 dos "The Boys" - q chegou a ser prometida faz mais de ano)!

    O fator "desconfiança" do leitor em relação à Devir, tbm pode explicar o fato da "SAGA" ser uma das HQs importadas mais vendidas aqui (segundo a própria Amazon). Sim, pois o leitor deve preferir comprar importada nesse caso!

    Abs!

    ResponderExcluir
  30. "Bela retrospectiva. Como nota de rodapé, vale mencionar o fechamento de John Constantine - Hellblazer fase Garth Ennis completinha pela Panini."


    E aí, doggma... blz?

    Pra mim, particularmente falando (por eu ser fanzaço do Ennis), o encerramento de sua fase em "Hellblazer" foi um dos fatos mais comemorados do ano. Mas procurei ser o mais imparcial possível na listagem e acabei adotando como critério principal entre as HQs listadas, aquelas q foram estreias ou encadernados de maior repercussão entre os leitores! A fase "Infernal" eu já havia posto na retrospectiva do ano passado (ou retrasado) qdo começou a ser publicada!

    Mas o Ennis marcou presença na lista com a estreia de "Campos de Batalha" (uma ótima série de guerra, q espero ter continuidade pela Mythos)!

    E pode mandar os deuses asgardianos prepararem minha caneca de hidromel, rs... O "X-9" falou q pelo menos um Vol. 2 do "Motóca" deve sair, pois a Panini dividiu o TP q saiu na Espanha. Mas é aquela coisa: Sem pressa, pois a linha "Marvel Terror" vai sendo lançada sem a menor periodicidade. O "Motóca" teve um pouco de azar por a Panini ter demorado mto pra lançar essa ed. (fora do hype dos 2 FILMES - q ainda foram decepcionantes pra maioria dos fãs do espírito da vingança)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fantástico, bom demais saber! Valeu mesmo. Farei uma campanha em blogs camaradas e nas "redes sociais" pra divulgar o Motoca v2 logo que sair!

      Aquele encadernado da Mythos pra "Campos de Batalha" foi mesmo memorável - e ficou melhor ainda conseguindo pela metade do preço na Saraiva, rs. Torço pra que continuem e, quem sabe, se empolguem com o calor da batalha e relancem o "Ás Inimigo" do Ennis e o "Ás Inimigo" clássico do mestre Kubert - principalmente porque aquela versão "remasterizada" da Opera Graphica foi de doer.

      Abração!

      Excluir
  31. "Mas nenhuma necessidade de continuar usando o Miss Marvel."


    Oi, SEMI... Eu nunca entendi esse nome "MISS"?

    Pq "MISS"? Ela não parece ser uma "miss" (nem a Carol tinha pinta de "Vera Fischer" pra se auto-denominar uma "miss", rs)! Essas nomenclaturas pra levantar a auto-estima de heróis e heroínas são fóda, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Miss" significa simplesmente "senhorita", mas é bem mais complicado do que isso.

      O original não é Miss Marvel, é Ms. Marvel. Não é a mesma coisa e a diferença é importante para se entender a personagem.

      O inglês, como as línguas latinas, tem um termo para chamar mulheres solteiras ("Miss") e um para mulheres casadas ("Mistress", que hoje só é usado por dominatrixes e foi substituído pelo francesismo "Madam"). A abreviatura de Mistress, ainda em uso corrente, é Mrs. e é usada como título honorífico de mulheres casadas. Lembra do filme "Mr. and Mrs. Smith" com "Brangelina"? Pois é.

      Só que uma das primeiras grandes batalhas do feminismo, ainda nos anos 60 e 70, foi a eliminação dessa separação de títulos de mulheres solteiras e casadas, já que os homens não têm essa separação. Por isso que não é mais comum usarem "senhorita" em português ou "mademoiselle" em francês. Só que nos EUA tudo é sempre mais complicado e problematizado, então não era simplesmente uma questão de usar Mrs. para todo mundo. Para isso foi revivido o Ms., um termo antigo e (na época) pouco usado que podia ser utilizado tanto para mulheres solteiras e casadas. Ele hoje é o mais difundido na língua inglesa.

      Portanto a personagem se chamar Ms. Marvel em plenos anos 70 era uma forma de mostrar que ela não era apenas uma super-heroína, mas uma super-heroína FEMINISTA! Que é uma característica da Carol Danvers até hoje, mesmo que agora ela não seja mais Ms. Marvel. Já a Kamala não é lá muito feminista, mas o termo Ms. agora está em uso corrente e não é mais considerado feminista.

      Excluir
    2. Carol Danvers até podia ser uma miss. Principalmente desenhada por Frank Cho.

      Sem contar que, tirando o capitão/capitã, nenhum nome com "Marvel" funcionou. Chegou ao ponto da Jean Grey adotar o nome próprio em todas as mídias (gibi, filme e desenho).

      Excluir
    3. O "Miss" deve ser de "senhorita", né. No Brasil o correto então seria chamá-la de "Srta. Marvel".

      Mas que seja... a visão da jovem Miss Vera Fischer metida naquele colantezinho da heroína agora permeia a minha mente. E já tem até um codinome próprio:

      http://s2.glbimg.com/VJ57ESnEWZ6ewqUQZFRyIbQM5VM=/288x0/s.glbimg.com/jo/eg/f/original/2015/11/26/019426089-gdv00.jpg

      Excluir
  32. "Pode sempre deixar a herança para uma gibiteca. Eu, se não tiver herdeiros, vou deixar para o Museu da BD de Beja..."


    Oi, Hunter... Sua sugestão seria ótima se eu morasse na Europa ou em algum país mais civilizado, hehe!

    Aqui na província (sul do Brasil) nem sequer tem uma gibitéca (ainda vivemos aqui o momento de retrocesso q os países mais evoluídos viveram há décadas atrás: Aquele momento em q as instituições RIEM qdo se fala em "GIBIS"! Mas não descarto a ideia de eu mesmo criar uma GIBITÉCA no meu curso pré-vestibular (Teorema): Se eu já vou montar lá uma biblioteca, pq não uma gibitéca tbm? Boa ideia mesmo, mas aqui tem q ser no estilo: "Faça-Você-Mesmo", hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não moro ao lado de Beja...

      Excluir
    2. Que tal a Gibiteca de Curitiba? É a mais antiga do Brasil, fundada em 1982.

      Excluir
  33. "Farei uma campanha em blogs camaradas e nas "redes sociais" pra divulgar o Motoca v2 logo que sair!"


    E aí, doggma... blz?

    Eu tbm pretendo fazer uma cobertura completa do "Motóca 2" assim q for confirmado... Porém, essa série vai continuar esbarrando no mesmo problema do "Lobisomem": A falta de arquivos digitais pro resto da série. Ambas tiveram apenas 1 TP na Espanha (e q a Panini dividiu aqui em 2 partes - ainda tem material pra mais 1 ed. de cada: Até q se produza mais lá fora, é claro)!

    Qto ao "Às Inimigo" do Ennis... Sim, eu tô louco pra q republiquem essa obra-prima num formato melhor (ou ao menos EM CORES, já q a Ópera fez a CAGADA de lançar em P&B - sendo q as batalhas em P&B ficam invalidades já q o leitor não consegue distinguir o avião do herói se ficam todos SEM cor, rs). E as batalhas ocupam boa parte da ed, diga-se de passagem!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como não consegue distinguir o avião do herói? Ele claramente pilota um BF-109, enquanto todos os aviões russos da série são MiGs (o que é incorreto, já que os MiGs da época eram interceptadores de grande altitude e foram pouco usados em combate, os principais caças russos eram Lavochkins e Yakovlevs). São aviões bem diferentes...

      Excluir
    2. Top Gun me ensinou que russos/soviéticos pilotam MIGs. rs

      Excluir
    3. Estereótipo que só correspondeu à realidade entre os anos 50 e 80...

      Excluir
  34. Foi terrível, mas a Opera ainda fez pior no "Ás Inimigo" do Kubert. Pra cobrir o vazio das propagandas que saíram nas edições originais e ocupavam a metade de algumas páginas, os "editores" repetiam um quadrinho aleatório, mas reduzindo a arte e criando um diálogo qualquer, como se fosse parte da história. Adulterado é pouco.

    Quanto ao p&b nem se fala. Não bastasse aquelas edições de War - Histórias de Guerra em verde & branco (como você bem conhece), a Opera repetiu a alquimia editorial no capa dura de Sargento Rock - Entre a Morte e Inferno, do Brian Azzarello com o Joe Kubert: a edição, originalmente colorida, foi publicada em preto, branco e sépia (!).

    Tudo bem que o mestre Kubert foi um dos raríssimos quadrinhistas cuja arte funcionava tanto em cores quanto em preto & branco, mas aí eles pegaram pesado.

    Não sabia sobre a matriz espanhola usada para a CMT do Motocão. Valeu pelas infos!

    ResponderExcluir
  35. "Miss" significa simplesmente "senhorita", mas é bem mais complicado do que isso."


    Oi, Hunter... O termo "miss" pra "senhorita" não é mais usado há mtas gerações aqui no Brasil mesmo. Lembrei agora tbm do título do FILME: "Conduzindo Miss Daisy", rs!

    De qq forma, foi mto interessante a sua explicação... Pois eu nem havia me ligado nessas mudanças pelo feminismo da época (Se não me engano, a "Miss Marvel" surgiu aqui no Brasil nas primeiras ed. de "HTV" (em 1980)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima explicação. Até passei a achar o nome menos ridículo. rs

      Excluir
    2. Por isso que o contexto é importante!

      Excluir
  36. "Carol Danvers até podia ser uma miss. Principalmente desenhada por Frank Cho."


    Oi, SEMI... Eu ainda acho q quem melhor desenhou a Carol até hj foi o Sean Chen (GHM 7 - "Viva Kree ou Morra"): Bem na fase em q ela tá enfrentando aquele problema com alcoolismo (ele fez ela com traços mais balzaca - beirando uns 35 anos)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu cachorro pediu links. rs

      Analisando individualmente, acho que toda personagem fica melhor com algum determinado artista. Mas no conjunto da obra, Cho é imbatível. rs

      Excluir
    2. Essa eu tenho impressa mesmo...

      Mas acho q vale a pena procurar em sites de scan ou torrent por: "Avengers" + "Live Kree or Die"!

      A saga tem apenas 4 partes, mas mistura uma ed. de cada revista: "Avengers" 7 (Pérez), "Iron Man" (essa q eu falei com arte do Chen), "Cap. América", e "Quicksilver" (sim, meteram uma história do mercúrio no meio pra "dar uma força" pra revista dele, rs)!

      Abs!

      Excluir
    3. Difícil encontrar uma boa amostra, mas esta capa é dele:
      https://d1466nnw0ex81e.cloudfront.net/n_iv/600/1095137.jpg

      Considero a fase dele com o Kurt Busiek uma das melhores do Homem de Ferrol. Já faz - gulp! - mais de vinte anos!

      Excluir
  37. "Mas que seja... a visão da jovem Miss Vera Fischer metida naquele colantezinho da heroína agora permeia a minha mente."


    E aí, doggma... blz?

    A "Super-Fêmea" seria um belo codinome mesmo, rs... Mas já foi usado pela Bloch pra designar a "SONJA" (no gibi do Conan), rs!

    Em tempo... Q filmaço, hein? Benditas sejam as madrugadas do Canal Brasil, hehe!

    Abs!

    ResponderExcluir
  38. "Como não consegue distinguir o avião do herói? Ele claramente pilota um BF-109, enquanto todos os aviões russos da série são MiGs"


    Não entendo quase nada de modelos de avião... E no gibi, no meio das cenas de ação, fica ruim distinguir eles sendo q nem em todos os quadros eles aparecem inteiros!

    Lembro q não fui só eu quem achou isso tbm... Se não me falha a memória, na avaliação do "Universo HQ" a falta de cores nas cenas de batalha acabou sendo um dos pontos negativos da ed. da ópera! Além do mais, o original era colorido, não tinham nada q inventar de publicar em P&B aqui!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E lá o UHQ sabe alguma coisa de aviões? De qualquer forma, é fácil: Os aviões nazistas têm a cruz de ferro na fuselagem e nas asas, com uma suástica no leme. Os russos têm estrelas vermelhas (ou simplesmente estrelas, já que a HQ é P&B).

      Caça alemão:
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Messerschmitt_Bf_109

      Caça russo:
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Mikoyan-Gurevich_MiG-3

      São completamente diferentes!

      Excluir
  39. "Sargento Rock - Entre a Morte e Inferno, do Brian Azzarello com o Joe Kubert: a edição, originalmente colorida, foi publicada em preto, branco e sépia (!)"


    Crédo... não sabia disso, doggma: De onde esses caras da ópera tiravam essas ideias de colorização bizarras? (será q fumaram a mesma coisa q o pessoal da BLOCH? rs)!

    E pelamor...tbm não sabia q tinham cagado tanto o "às" do Kubert com esse lance dos quadros repetidos pra cobrir espaço. Acabei pulando essa ed. (já por estar emputecido com as cores da série "WAR" - chegou um ponto em q passei a ter desprezo total por essa editora - talvez a PIOR em atuação no Brasil nas últimas 2 décadas)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aliás, levantei em falso contra o "Ás Inimigo" da Opera Graphica. Eles não reduziram algum quadrinho aleatório; eles ampliaram e inverteram (pra despistar?).

      O pior é que tinham nas mãos um catálogo dos mais bacanudos, mas conseguiam zoar a coisa com requintes de crueldade. Lembra dos volumes de Novos Deuses e do Sr. Milagre (do REI!) em p&b com impressão pixelada?

      Não sei se é a pior editora de quadrinhos - pelo menos bancou as duas edições do ótimo "Brakan" do Mozart Couto, mesmo sob ameaça de processo da Mythos. Pior era a Pandora, que pirateava títulos na cara dura. Mais baixo impossível?

      Excluir
    2. Sim, a Pandora é o fundo do poço. O curioso é que muita gente boa trabalhou nela.

      Excluir
  40. "Considero a fase dele com o Kurt Busiek uma das melhores do Homem de Ferrol. Já faz - gulp! - mais de vinte anos!"


    O tempo passou rápido mesmo, Hunter...

    Tbm tenho aquela sensação de q parece q foi ontem q comprei o "Grandes Heróis Marvel 5" da Abril: A 2º versão da revista em formatinho mas em almanaque com o 1º arco do "Homem de Ferro" do Busiek & Chen!

    Era um alívio pros leitores da época... Pois finalmente tinha acabado a fase dos "Heróis Renascem" e parecia q a Marvel tinha voltado aos eixos! Essa ed. da "GHM 5" era mto boa e o ferroso tinha novamente boas histórias sendo contadas! Mesmo assim, não durou mto e a Abril reformulou toda a linha criando as revistas Premium: Falo isso, pq a mudança de formato tbm acarretou em cortes e acabaram pulando algumas histórias do HDF, inclusive um arco onde ele enfrenta o robô gigante: "Último" (com a ajuda da "Ms. Marvel"). Aliás, pularam a história em q a Carol ajuda o Stark qdo este tem uma recaída com a bebida!

    Na época eu me incomodei com esses cortes e comprei as ed. q a Abril pulou importadas (inclusive essas do "Iron Man" - acho q nº 18, 23-15 - se não me falha a memória)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu comprei essa fase toda em inglês, mas ela foi irregular, já que o Busiek estava com problemas de saúde e se ausentava da série frequentemente (seu substituto era o Roger Stern, então não foi nenhuma tragédia). Os subplots dele se perderam COMPLETAMENTE no processo, inclusive uma sugerida volta do Midas (aparece um cameo na primeira edição) que NUNCA se concretizou!

      Mas o título valia a pena. Até que o Busiek saiu e entrou o Quesada, que DESTRUIU a série em tipo três edições. Até o Sean Chen pulou fora...

      Excluir
    2. Se me permite o jabá descarado, incluí essa fase em um modesto tributo que fiz à Carol:

      http://blackzombie.blogspot.com/2015/07/Danvers-Blues.html

      Excluir
  41. "Os aviões nazistas têm a cruz de ferro na fuselagem e nas asas, com uma suástica no leme. Os russos têm estrelas vermelhas (ou simplesmente estrelas, já que a HQ é P&B)"


    Valeu mesmo, Hunter... Qdo eu li a HQ, eu tentava diferenciar os aviões por esses detalhes (era o jeito)!

    Só q em vários quadros eles apareciam de longe, vistos de cima, ou em enquadramentos q não mostravam os aviões inteiros. As cenas de ação eram longas, e ainda tinham de ser "decifradas" pelo leitor. Pra piorar, a ópera ainda usava aqueles "tons de cinza" (eu preferia então o P&B natural se fosse o caso)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é como se nunca tivesse havido HQs de guerra em P&B (aliás, a Commando inglesa é assim até hoje). Não acho que seja um problema.

      Excluir
  42. "Que tal a Gibiteca de Curitiba? É a mais antiga do Brasil, fundada em 1982."


    Valeu mesmo, Alex... Eu não conhecia essa Gibitéca!

    Mas achei interessante saber q a gibiteca mais antiga do país é aqui da região sul (embora eu more à mtos kilômetros de Curitiba)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  43. "Lembra dos volumes de Novos Deuses e do Sr. Milagre (do REI!) em p&b com impressão pixelada?"


    Lembro sim, doggma... Inclusive eu me ferrei com esses "Novos Deuses" da ópera, rs:

    Na época, comprei o Vol. 1 sem ter lido... E em seguida peguei os Vol. 2 e 3. Eu tinha toneladas de gibis antigos comprados em sebos (inclusive mta coisa da EBAL e RGE) e demorei pra ler os "Novos Deuses". Porém, tive uma surpresa desagradável ao finalmente folhear o Vol. 1 e constatar q várias pág tava em BRANCO por um defeito gráfico!

    Assim, fiquei com a coleção inútil: Já q minha 1º ed. tava com defeito q não conseguia mais por aqui (eram outros tempos, sem venda virtual em larga escala e maior dificuldade em se conseguir as coisas). A solução veio no ano seguinte, qdo participei de um "INIMIGO SECRETO" num fórum q eu participava (acho q era o da panini). Ali, a graça era presentear alguém com alguma coisa mto tosca ou zoada (era uma brincadeira q rolava de forma paralela ao verdadeiro AMIGO secreto): E foi a chance pra eu passar adiante esse "presente de grego", rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  44. "Mas o título valia a pena. Até que o Busiek saiu e entrou o Quesada, que DESTRUIU a série em tipo três edições. Até o Sean Chen pulou fora..."


    Nem me fale, Hunter... Acho q vc tá falando daquela saga do Quesada em q o Stark vai parar numa ilha deserta e enfrenta sua própria armadura q ganha VIDA e consciência própria, né?

    Se for, eu tenho essa tosqueira na "GHM Premium"... E realmente, era uma ideia mto infeliz e sem criatividade NENHUMA (uma criança de 10 anos teria pensado em algo melhor sem apelar pro clichê do "robô-carente-e-revoltado")!

    E a coisa ainda ia piorar mais... qdo resolveram ressuscitar aquele vilão (pseudo-ditador) de "Tales of Suspense 39": Q agora não teria morrido na origem do ferroso, mas sobreviveu e ficou com o corpo metade deformado (q nem o "Duas-Caras")!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ser justo, ele sobreviveu em versões posteriores da origem. O Byrne chegou a mostrar na versão dele o sujeito escapando e sendo depois executado pelo seu verdadeiro chefe, o Mandarim.

      Agora, a história do Quesada é vergonhosa. Lembra do que fez a armadura ganhar vida? O BUG DO MILÊNIO!!!

      Excluir
    2. Falando em decisões ruins do Quesada, é verdade que quando se tornou editor chefe ele cancelou X-Men Anos Incríves do Byrne, mesmo com a revista vendendo bem, só por discordar do conceito?

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  45. "http://blackzombie.blogspot.com/2015/07/Danvers-Blues.html"


    Valeu mesmo, doggma...

    Excelente matéria essa sua: Eu já tinha lido na época (ano retrasado) e recomendo pra quem ainda não leu!

    A Carol já foi bem trabalhada no passado, hein? Quem diria q conseguiriam perder a mão com ela depois de um tempo?

    Abs!

    ResponderExcluir
  46. "Sim, a Pandora é o fundo do poço. O curioso é que muita gente boa trabalhou nela."


    A Pandora teve momentos memoráveis, Hunter (toscamente falando, é claro)...

    Além de inúmeros problemas gráficos e de impressão (pág esbranquiçadas q tornavam os desenhos ilegíveis em comuns), fora o lance da pirataria em si... Eu destaco como momento épico aquela vez em q saiu um pelo pubiano (pentelho) impresso num gibi de "Star Wars", rs!

    Pior q não tinha como negar... design, formato, tamanho: era um pentelho mesmo e saiu como se tivesse sido fotografado de tão nítido (pra isso a porcaria da impressão funcionou, rs)!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse lance de pirataria da Pandora, eu nunca ouvi falar.

      Me cotém alguns detalhes.

      Tenho ainda algumas edições dela na minha coleção.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
  47. "Agora, a história do Quesada é vergonhosa. Lembra do que fez a armadura ganhar vida? O BUG DO MILÊNIO!!!"


    Nossa... Meu cérebro já tinha conseguido apagar isso, mas agora q vc falou a lembrança veio à tona, rs!

    Q história bem ruim... e teve uma hora em q a armadura não sabia se queria matar o Stark ou sentar no colo dele e chamar de "papai" (medonho de tão ruim)! E eu não sabia q a ressurreição do tal ditador já tinha rolado antes (pelo visto eu passei batido por essa)!

    Abs!

    ResponderExcluir
  48. "Falando em decisões ruins do Quesada, é verdade que quando se tornou editor chefe ele cancelou X-Men Anos Incríves do Byrne, mesmo com a revista vendendo bem, só por discordar do conceito?"


    Essa eu não sei responder, VAM...

    Mas tbm fiquei curioso em saber, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, a revista vendia mal, mas não estava na zona de cancelamento. A questão é que o Quesada, que ainda era novo na coisa, começou a inventar motivos estranhos para isso (um deles foi "tem títulos mutantes demais", enquanto criava mais...). Foi isso que irritou o Byrne, que saiiu da Marvel e nunca mais voltou (já vão uns 15 anos!).

      Excluir
    2. Hunter que é também fã do Byrne e tá por dentro dos meandros editorais dos comics, dever poder esclarecer pra gente, Leo.

      Abs,
      VAM!

      Excluir
    3. Brigadão mesmo pela explicação, Hunter...

      Mas olha, acho q peguei mais raiva do Quesada agora, rs! A Marvel devia estar mto na merda mesmo pra ter deixado esse cara no cargo de editor! O Byrne fez bem em se afastar, pois deve ter sido um insulto ter tido q passar por isso!

      Abs!

      Excluir
    4. E aí Leo, Blz?

      Primeiramente feliz ano novo cara! Devido às confraternizações de fim de ano e férias só agora estou conseguindo voltar a comentar aqui no blog e também preparando a volta do Justiça Geek rs.

      Quanto ao Quesada, eu também acho que ele fez muitas cagadas como editor da Marvel, mas acho que os acertos dele acabam compensando. Ele reergueu a editora depois de uma fase horrível nos anos 90, trazendo grandes nomes para escrever na Marvel como o Morrison, Garth Ennis e escritores da TV e cinema como o Kevin Smith e o Straczynski, além de apostar em escritores menores na época como o iniciante Bendis e Mark Millar. Também foi o responsável por criar o selo Ultimate e o Marvel Max, que inicialmente trouxeram muito sucesso pra editora. A Marvel deve muito de sua recuperação à ele em minha opinião.

      Abs!

      Excluir
    5. Ter trazido os caras da TV DEFINITIVAMENTE foi uma má ideia!

      Excluir
  49. "Esse lance de pirataria da Pandora, eu nunca ouvi falar."


    Pois é, VAM... Os sites de notícia da época evitavam falar em detalhes (a sinopse vista no "guia" e em outros locais omitem todos os detalhes escabrosos e comprometedores)!

    Mas em 20014 veio à tona o fato de q a editora publicava títulos piratas no Brasil (sem autorização) e isso inclui até o "juíz Dredd" e "Sin City". Qdo isso foi descoberto, a editora logo fechou as portas e encerrou as atividades!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só uns poucos lugares reportaram. A "imprensa especializada" no Brasil morre de medo de polêmica! Se você catar os arquivos do que o Rich Johnston escrevia na época (não era ainda o Bleeding Cool) vai achar mais informações do que em português...

      Excluir
    2. Então alguma das minhas edições de Sin City devem ser piratas, pois comprei todas as que a editora publicou.

      Chato isso,
      VAM!

      Excluir
    3. Ops... Falha minha, o fato não ocorreu no futuro em 20.014, rs (viu só, Hunter? Tbm não consigo editar meus próprios comentários aqui, hehe)!

      E é verdade... Não é à toa q tenho notado a omissão total de vários canais (sites, blogs, e afins) pra questões polêmicas recentes do mercado nacional: A começar pelos Erros de Revisão da trinca "Panini/Salvat/Eaglemoss"!

      Mas chega a ser irônico q os poucos canais q curtem uma polêmica, tbm vivam praticamente APENAS disso o dia todo: E são mais estimulados na defesa de suas opiniões políticas (de extrema-esquerda e extrema-direita) e/ou nas bandeiras de movimentos q abraçam (LGBT, feminismo, etc). Mtos deles até acabam deixando os gibis em 2º ou 3º plano, em prol de uma boa treta nas redes sociais, hehe!

      E VAM... Tbm tenho algumas ed. de "Sin City" da Pandora (espero q um dia o japonês da Federal não venha bater na minha porta às 6 da manhã querendo confiscar meus gibis, rs)!

      Abs!

      Excluir
    4. Nah, o material era indistinguível do oficial e ninguém pode culpar o consumidor pela confusão.

      Excluir
  50. "Quanto ao Quesada, eu também acho que ele fez muitas cagadas como editor da Marvel, mas acho que os acertos dele acabam compensando."


    E aí, Lucas... blz?

    Feliz ano-novo (atrasado) pra vc tbm, rs... E boa sorte na volta do "Justiça Geek"!

    O Quesada teve sua parcela de acertos tbm... Falo isso da forma "comercial" da coisa (sei q a Marvel vinha de uma fase e um momento mto ruins): Mas particularmente falando, nunca gostei mto dos rumos q a Marvel tomou a partir da "Era Quesada" (não era o estilo q me agradava como fã das antigas da Marvel)!

    Mas admito q teve seus momentos bons (a linha MAX q vc citou foi um deles) e outros q me desagradaram mas q foram sucessos comerciais do mesmo jeito (a linha Ultimate)! A fase Quesada teve seus altos e baixos, embora eu sempre tenha achado (mesmo na época) q haveriam nomes melhores do q o dele pra recuperação da Marvel em sua nova vida pós-Heróis Renascem, rs!

    Abs!

    ResponderExcluir
  51. Passando para deixar, de forma muita atrasada, um Bom 2017 para você, Leo, e todos do Submundo!

    2017 promete em lançamentos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigadão mesmo, ASGM...

      Um Feliz e próspero 2017 (tbm atrasado, rs) pra vc... E com certeza, os lançamentos pra este ano não ficarão apenas na "promessa", hehe (serão até mais excessivos e em maior quantidade q no ano passado)!

      Abs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...